A Casa Una



A Casa Una é um espaço cultural colaborativo, inaugurado em março de 2011, sediado próximo à Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, para promover o diálogo e o encontro com filosofia, literatura, cinema, artes, música, comportamento, história e moda, por meio de palestras, seminários, exposições, cursos, performances e outros eventos culturais. A Casa Una desenvolve uma programação cultural diversificada de oficinas, cursos e eventos artísticos, desde shows musicais a mostras de cinema e exposições de artes. A cada mês um tema é abordado, discutido e aprofundado, o que diferencia sua proposta cultural e educativa, promovendo, desta forma, o conhecimento que constitui o patrimônio cultural e humano na cidade de Belo Horizonte. Outro destaque é sua política de gratuidade nos eventos que promove. A Casa Una tem como regra primeira o desenvolvimento de programas de atividades regidos por padrões de qualidade e representativos da realidade e dos valores culturais, tanto na sua vertente histórica quanto contemporânea. O espaço físico que abriga a Casa Una é um casarão histórico, conhecido como casa de Afonso Penna Júnior, construído em 1914 e tombado como patrimônio cultural no ano de 1983.

A importância de trabalhar com artistas de diversos contextos culturais é um item fundamental no projeto, pois diz respeito aos ideais da Casa Una como espaço criativo e de estímulo das artes e do saber. Pretende-se a pluralidade artística, os diversos modos de experimentos, a diversidade de linguagens e propostas, a liberdade estética, a não linearidade dos procedimentos de criação. Criações e recriações de caráter histórico e contemporâneo encontram nesse espaço o interesse e os subsídios necessários para sua execução, sobretudo as propostas onde o público deixa de ser um apreciador passivo, mas atua como um agente ativo da experiência estética.

Os pilares que norteiam a conduta da Casa Una como espaço de ensino, experimento, difusão e criação artística:

- a promoção do acesso à arte de qualidade e gratuita em Belo Horizonte;
- a manutenção e o desenvolvimento de parcerias com museus, centros de cultura e espaços destinados à manutenção do conhecimento cultural em todas as suas vertentes;
- a preparação de profissionais com sólida formação e qualificação nas diferentes áreas culturais e humanísticas que pretende abordar;
- o incentivo ao trabalho de pesquisa, visando ao desenvolvimento da arte e da filosofia;
- a cooperação para o desenvolvimento sociocultural da cidade de Belo Horizonte e do estado de Minas Gerais;
- o incentivo a ações de interação entre as diversas manifestações artísticas;
- a realização de eventos gratuitos (saraus, performances, lançamentos de livros, - exposições de artes plásticas, fotografia, artes digitais etc.), com artistas e grupos mineiros e de outros estados;
- o estímulo a ações de arte e cultura direcionadas para educadores da rede pública de ensino, tendo em vista favorecer uma parcela da sociedade ainda pouco visada pelas políticas culturais;
- a promoção de concursos, editais de fomento e premiações culturais em seu espaço;
- o incentivo à discussão de temas transversais que tenham suporte na cultura.

A necessidade de valorização e estímulo à apreciação de atividades artísticas que expressem não apenas uma demanda de consumo, mas também o despertar do desejo da arte é uma das justificativas que contribuem para uma sociedade reflexiva e fomenta os mais diversos campos do saber, do pensar e do fazer artístico. A Casa Una, consciente de sua função social na sociedade, pretende avançar nesse sentido. A quase ausência de uma política de formação continuada por parte das escolas, das universidades e das redes educacionais explicita a importância de uma iniciativa como essa, pautada pela parceria e pela democratização.